7 dicas para você, educador físico, ganhar dinheiro na internet!

Por Yuri Motoyama

Hoje não podemos discutir a importância do mundo virtual em nossas vidas. Seja para aproximar pessoas, para o entretenimento, para buscar informações e também para ganhar dinheiro na internet!

Atualmente eu acredito que todas os cursos de graduação deveriam dar uma atenção maior para o marketing para redes sociais e dicas simples para se conseguir trabalhar com a internet a seu favor. Nós, educadores físicos também podemos entrar nesse ramo e “vender” nosso trabalho na rede. Você não precisa ser dono da Submarino ou fazer artesanato para poder usar a internet para melhorar sua renda. Dê uma olhada nessas dicas e veja como isso pode estar muito mais ao seu alcance do que você pensa:

  1. Tenha certeza do que você quer vender! Muitos profissionais de educação física não tem certeza da área que querem trabalhar. É treinamento de alta performance? Educação infantil? Treinamento para populações especiais? Personal Trainer? São tantas áreas que é impossível listar todas e isso é um ponto positivo! Muitas pessoas atualmente estão a procura de profissionais especializados em alguma área e essas pessoas fazem isso pela internet (antigamente era a lista telefônica, rs). Se associe a algum portal de divulgação de trabalho (existem sites específicos para isso como o www.corponamedida.com.br). Mas tenha em mente qual é o seu objeto de trabalho para poder fazer seu nome crescer dentro dessa área.
  2. Sempre esteja de olho no mercado. A educação física sofre com algumas atividades da “moda”. Eu digo sofre, pois existe um grande alvoroço em torno de certas atividades e depois de um tempo elas simplesmente desaparecem. Esse sofrimento é causado principalmente pela estratégia de venda das empresas que fazem uma verdadeira lavagem cerebral no professor. Ele sai de um curso acreditando que aquilo é a cura para o mal da humanidade. Depois disso é fácil ele comprar as roupas da empresa, fazer tatuagem, pintar o cabelo, colar adesivo no carro, compartilhar informações no facebook e gastar metade do seu salário enriquecendo aquela empresa ou franquia. Só que depois de um ano aquilo sai da moda e ele perde a identidade profissional. Se for associar seu serviço a uma outra marca, tome muito cuidado! Isso pode ser uma modinha que está com os dias contados. (Clique aqui e veja um podcast sobre as tendências para o mercado fitnees de 2016!)
  3. Use o facebook a seu favor! Hoje em dia existem pessoas  que não sabem a diferença da internet e o facebook. Muitas pessoas nem sabem que existem sites, google e outras possibilidades além da famosa rede social. Hoje não tem como não utilizar a internet e ter sua vida exposta. Muitos professores acabam (mesmo sem saber) tendo suas redes sociais como um grande cartão de visitas. Inevitavelmente, muitos alunos ao escolher um professor acabam procurando acompanhar o profissional em suas redes sociais antes. Cuidado com as fotos que você compartilha, as campanhas que você segue ou simplesmente as piadinhas que você coloca na sua timeline. Uma simples piada com conteúdo mais machista já vai exterminar a possibilidade de futuras alunas do público feminino. Uma simples foto sua, torto de bêbado na balada segurando uma garrafa de cerveja com dois amigos desmaiados do seu lado já é o suficiente para aquela família que estava querendo treinar com você mudar de personal. Se você nunca parou para pensar que a partir do ponto que você se inscreveu em uma rede social sua vida é pública, tomara que não seja tarde demais…
  4. Não ignore o corretor ortográfico. A internet é um veículo de mídia visual e o texto ainda é o recurso mais utilizado. Todos podemos errar durante a digitação dos nossos textos, porém sempre revise os seus textos antes de publicá-los. Veja a concordância gramatical, utilize uma linguagem simples, porém correta! Não precisa fazer seu público procurar palavras no dicionário para mostrar que você é “letrado”, mas também cuidado com as gírias e expressões populares.
  5. Compartilhe seu trabalho! Esse é um ponto importante desse post. Vejo muitos professores dizendo: “eu não tenho nada para vender na internet”. Como não?! Antes de mais nada você é um promotor de saúde! Você vende saúde! Quem em sã consciência não gostaria de investir seu dinheiro em saúde? Costumo brincar com meus alunos dizendo que quando utilizam seu dinheiro para pagar uma academia, um personal, estão pagando pelo verdadeiro plano de saúde. É isso que vai render saúde para você e para sua família! Aquele plano que compramos na posta dos hospitais deveria se chamar plano de doença, pois só os utilizamos quando estamos doentes. Então, compartilhe fotos legais dos seus treinos. Utilize a rede para parabenizar seus clientes quando eles alcançarem seus resultados (claro com o consentimento dos mesmos). Compartilhe fotos dos seus empreendimentos, dos cursos que participa e das atividades voltadas para a sua área.
  6. Saiba como tornar seus compartilhamentos mais atrativos! Aqui entraríamos em uma parte muito mais técnica a respeito de marketing (por isso que falei sobre esse tema no começo da postagem). Existem formas de redigir um texto, de montar um título, de escolher uma boa imagem, de colocar cores corretas, etc. Há uma infinidade de manhas que você pode utilizar para seu post despertar a curiosidade de um possível cliente e receber um click. Por exemplo para postagem no facebook existem horários onde mais pessoas estão online, dessa forma sua publicação vai atingir um público maior. Algumas pesquisas apontam para 11h, 14h, 17h e 20h. Tente utilizar alguma estratégia de horário para publicação, experimente horários diferentes e veja qual horário tem um retorno maior. Outro exemplo pode ser a imagem desse post. Veja que utilizei bastante a cor vermelha, essa cor tem um contraste enorme quantidade de azul do facebook, isso chama mais a atenção dos leitores. Enfim, se procurar sobre isso pela internet, você vai encontrar bons materiais bem básicos para começar a estudar.
  7. Aprenda a trabalhar com as métricas. Seja você dono de um site, de uma fanpage no facebook ou até mesmo se utilizar seu perfil do twitter. Alguns serviços fornecem as métricas de acesso do seu conteúdo. Se são mais homens ou mulheres, a faixa etária, as postagens mais populares, etc. Estar de olho nesses números pode indicar como e porque as pessoas estão chegando até você.

Bom existem vários outros pontos a serem considerados caso você queria dar uma atenção maior para o marketing digital. Se você já tem um site mais movimentando pode receber por propaganda, parcerias, etc. Não pense que você está fora da jogada por que é educador físico. Olhe seu trabalho sob outros pontos de vista. Veja como ele é importante e sempre pense que outras pessoas podem estar procurando por alguém como você nesse exato momento!

O ponto principal de tudo é a qualidade das informações que você coloca e a seriedade com que leva a profissão. Esses são dois pontos que podem fazer você ganhar muito dinheiro ou ser mais um professor azul no meio da multidão azul do facebbok…

Tem alguma dica, lembrou de algum fato interessante, tem alguma história de um bom negócio que começou pela internet? Compartilhe conosco aqui embaixo na seção dos comentários!


  • Jackson Brito

    Tomei essas dicas como prioridade de uns tempos pra cá (kkk). Mas vale da máxima mesmo, VOCÊ É A SUA IMAGEM!Parabéns pelo post.

  • victor

    muito bom o texto, mas falando em português, embaixo é junto

    • Yuri Motoyama

      Corrigido Victor! Muito agradecido pelo feedback e pela observação! Abração