Já viajou estudando fisiologia?

Por Yuri Motoyama

Uma vez me disseram que a prescrição do treinamento com bases fisiológicas é uma das áreas de atuação mais difíceis (aqui a palavra difícil está relacionada à necessidade de muito estudo).

O estudo dos organismos vivos em geral está classificado em diferentes níveis de organização. Esses níveis mostram a abrangência de cada disciplina e quais os pré-requisitos básicos para se compreender a disciplina em questão.  Gosto de comparar isso com uma viagem, quando você vai viajar para outro país você procura estudar a cultura, o clima, os costumes e a língua daquela região. A viagem pelo mundo fisiológico (soa meio Beackman World rs) também precisa desses pré requisitos.

Clique aqui para ler o post sobre o que é a fisiologia.

A figura da postagem mostra que campos (que chamo de disciplinas) que se sobrepõem em vários níveis de organização. Repare que a fisiologia engloba muitos níveis de organização, isso significa, que são várias “culturas” a serem estudadas antes de se iniciar essa viagem.

Imagem retirada do livro Fisiologia Humana (Silverthorn)
Imagem retirada do livro Fisiologia Humana (Silverthorn)

No nível fundamental, os átomos dos elementos se agrupam para formar as moléculas. A organização das moléculas podem se tornar células (quando esse nível de organização separa o que é interno e externo por meio de uma membrana). A organização de células com funções específicas formas os tecidos. A organização dos tecidos formam os órgãos. Os órgãos funcionando em sincronismo atuam como sistemas (igualzinho ao sistema operacional do computador que você está usando para ler essa postagem). A sincronia dos sistemas gera uma das “coincidências” mais fantásticas desse planeta.

VOCÊ!

E é muito interessante pensar que somos um aglomerado de átomos que reflete sobre outros átomos (não sei se essa frase é dele, mas ouvi do dublador Guilherme Briggs). E não acaba por aí a fisiologia ainda abrange o sistema que criamos com as interações entre os organismos, o que chamamos de população. Então desde as moléculas até as populações são as “culturas” que você deve aprender para compreender a disciplina chamada fisiologia.

É uma viagem e tanto não?


Referência

Silverthorn, Dee Unglaub. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. Artmed, 2010.

  • Yuri Motoyama

    ok