Parabéns professores! Um brinde ao dia do educador físico

dia do educador físico

 

Por Yuri Motoyama

Olá professores! Hoje estava pensando em separar um post com algumas dicas que acho interessante para nós educadores físicos. Agora pouco mudei de ideia e resolvi de falar rapidamente sobre mim, sobre o 4×15, os podcasts e tudo mais. A princípio parece uma coisa meio narcisista porém como seguidor de vários sites eu sempre achei interessante saber sobre o que incentiva “ser humano” por trás dos bytes e caracteres…

Então vamos ter um post “não científico” para falar um pouco sobre a nossa profissão e aproveitar para conhecer um pouco de quem está por trás (no bom sentido) do 4×15.

Quem é esse tal de Yuri Motoyama

Você conhece a biografia dos participantes do 4×15 através do nosso “sobre” do site.  Além disso sou um educador físico que sempre trabalhou e viveu da profissão. Desde os primórdios onde não era formado e “puxava” as aulas de Karatê quando meu sensei me orientava até hoje que trabalho com montagem de treinamento, assessoria de corrida e meu hobby, o site 4×15.

Me lembro bem de uma das poucas conversas que tive com meu pai onde ele me dizia: “filho, não faça educação física! Vá trabalhar com computador que isso vai dar dinheiro no futuro!”. Realmente tem horas que eu penso se as coisas não seriam diferentes se tivesse ouvido seu conselho. Eu adoro tecnologia, mas acho que existe um tempero que minha vida não teria se não tivesse optado pela carreira de educador físico.

Se você pensa em entrar nesse barco clique aqui, ouça nosso episódio Ossos do Ofício e veja (de uma forma bem humorada ) em onde você vai se meter! rs

Hoje consigo me imaginar fazendo outras coisas, porém a bagagem e o contato humano que a profissão me deu nesses 16 anos mudaram minha forma de ver o mundo e observar as pessoas.

Minha visão sobre a profissão Educador Físico é bem promissora. Vejo um espaço enorme a ser preenchido na área da saúde pela Educação Física, porém também vejo que precisa existir um cuidado enorme no processo de formação desses profissionais. A saúde (em termos gerais) vai precisar cada vez mais de Educadores Físicos competentes e isso ainda vai fazer o mercado crescer muito.

Infelizmente ainda temos que lidar com um enorme preconceito na profissão que ao meu ver é causado por nós “profissionais” que tomamos atitudes no nosso dia dia que denigrem a imagem da profissão. Ao mesmo tempo que temos uma área promissora também temos profissionais mal qualificados. E isso temos em todas as profissões, porém a Educação Física sofre mais com isso por ter um grupo mais desunido. Quando digo isso penso no colega de profissão vendendo um serviço mais barato somente para ganhar clientela. Ele não consegue pensar que está desvalorizando a profissão e desunindo uma categoria (e isso é só UM exemplo).

Clique aqui e leia um pouco mais sobre como prostituir a profissão de Educador Físico.

Em contrapartida eu conheço profissionais fantásticos!

(Minha vontade era listá-los um por um aqui no post mas isso tornaria o texto muito extenso)

E isso é maravilhoso, não?! Nos cursos e oportunidades de conhecer estudantes eu vejo excelentes profissionais em processo formação. Cada vez é mais frequente os e-mails que recebo de jovens que se entusiasmam com a profissão e dividem seu positivismo. É lindo essa vontade de ajudar o próximo, de acumular continuamente conhecimento para poder se tornar um verdadeiro promotor de saúde e ter aquela energia que chamamos de alto astral, vibe, bom humor…

Veja aqui o que eu considero como necessário para um bom profissional da saúde.
O que significa o 4×15?

Hoje eu vejo que muito do problemas que temos na nossa profissão vem de poucas pessoas interessadas em compartilhar conhecimento. Existem excelentes profissionais que estão trabalhando arduamente em seus laboratórios, salas ou academias porém não conseguem separar tempo para compartilhar seus conhecimentos. Existem excelentes livros que estão aí para ampliar o conhecimento na nossa área porém, não existem muitos fóruns de discussões onde podemos nos aprofundar nesses assuntos. Existe uma infinidade de artigos científicos publicados semanalmente que acabam não sendo incorporados na nossa prática diária por serem em outra língua ou pelo nosso sistema de formação não incentivar esse tipo de leitura.

Eu sempre postava minha indignação no facebook quando via minha profissão sendo desrespeitada. Quando outros profissionais da saúde que apropriavam indevidamente da Educação Física ou até mesmo nossos próprios colegas de trabalho que distorciam nossa profissão. Acho isso importante (de forma respeitosa é claro), porém vi que poderia fazer mais.

Graças a meu início na carreira acadêmica, tive a oportunidade de ser apresentado a um mundo novo, onde fui levado a rever muito dos meus conceitos e repensar mais ainda minhas atitudes como profissional.

Como agregar mais valor a nossa profissão? Como retransmitir o conhecimento que meus orientadores me passam?

Nisso tudo veio a iniciativa do 4×15. Através do site eu consigo me sentir melhor “comigo mesmo” quando penso que muitas pessoas podem se beneficiar sobre o pouquinho de conhecimento adquirido em uma postagem, um artigo comentado ou um tema de podcast. Não sou e nunca vou ser dono da verdade (como já li em comentários pelo facebook), muito pelo contrário minha função aqui é compartilhar o conhecimento que também é compartilhado comigo.

O site é um hobby que dá trabalho, mas me faz sentir profissionalmente bem. rs

De onde surgiu essa loucura de gravar podcasts?

Antes de mais nada a super dúvida: o que é um podcast?

Gosto de pensar no podcast como um programa disponível online onde você pode ter acesso a informações de sua preferência em qualquer hora do seu dia. É quase como que se você pudesse escolher seus livros, textos, autores, sites favoritos e alguém os contasse no seu ouvido. Imagine que você gosta muito de um tema, imagine que esse tema tem especialistas que estão sedentos para te deixar a par das novidades e agora imagine que esse conteúdo fica disponível em arquivos de áudio MP3. Para finalizar imagine que você pode aprender sobre seu tema favorito, dos seus autores favoritos limpando sua casa, dirigindo ou no ônibus a caminho da faculdade.

Essa é a mágica do podcast!

Clique aqui e ouça um podcast para iniciantes em podcast.

Desde que comecei a ouvir podcasts fiquei encantado com o potencial informativo que esse tipo de mídia tinha a oferecer. A princípio comecei a ouvir como forma de diversão no famoso Nerdcast. Depois comecei a ver que existiam outros e com um caráter muito mais informativo. Pesquisando um pouco tive acesso a um super “catálogo” de podcasts que é um programa chamado Os Comentadores, onde fui apresentado por uma excelente equipe a um mundo de programas e nichos diferentes. Depois comecei a me interessar em produzir meu programa e outro podcast me ajudou com mais conhecimento, o super Alô Ténica.

Hoje tenho uma lista de podcasts que gostaria muito que vocês pudessem ao menos dar uma “espiadinha”. Tenho certeza que os professores que são fãs de ciência e tecnologia como eu irão se deliciar.

  • Diretamente da Universidade Federal do Rio Grande do Sul temos o Fronteiras da Ciência. Um podcast que é bem variado nos seus temas porém todos comentados por uma excelente equipe de especialistas e acadêmicos.
  • Sobre ciência e muitas vezes abordando vários temas sobre saúde temos o Scicast. Bem humorado e com um excelente elenco.
  • Sobre temas mais gerais e com um excelente ponto de vista sobre os assuntos o Braincast.

Experimente qualquer podcast, veja o quão fascinante é você poder adquirir conhecimento, abrir sua mente para novas ideias. Não precisa ser somente de coisas da sua área. As grandes ideias inovadoras surgiram de pessoas que se permitiram abrir as portas da sua mente e beber de fontes diferentes. Então aprenda um pouco sobre finanças, sobre literatura, sobre filmes, sobre tecnologia…

O divertido de toda essa história professor é APRENDER!

E a nossa obrigação como formadores de opinião e promotores de saúde é compartilhar o conhecimento!

Aproveito para deixar meu grande abraço a todo Educadores Físicos, estudantes, ouvintes do nosso podcast e a maravilhosa equipe do 4×15!

Um brinde ao conhecimento!