Podcast #46 – Educação Física: um caso de amor…

Olá pessoas!

Nesse podcast vamos conversar sobre a paixão que envolve a graduação em Educação Física. Você já parou para pensar em quantas pessoas trocam suas profissões (e as vezes de forma súbita) para mudar completamente o rumo de suas vidas. Com a Educação Física não é diferente. Nesse podcast você vai conhecer a história de Douglas Jandoza e nosso velho de guerra Gilmar Esteves. Um está em processo de mudança e o outro já realizou completamente essa travessia. Veja quais são suas motivações, receios e conquistas nessa jornada em busca da felicidade profissional!

Links citados no podcast

Aplicativo para ouvir podcast no celular Wecast

ProFitBox para treinadores

Douglas Jandoza

www.jandoza.com.br

@Jandoza

  • Eduardo Alves Assenza

    boa tarde! A três anos eu decidi mudar meu estilo de vida, e deixei de ser Vendedor para me tornar Fisioterapeuta, mas passou bem perto escolher a Educação Física, mas “sou de Fisio” e não troco, e esse estigma de Educação Física e ou Administração serem cursos de quem não sabem o que querem ou “fáceis”, é por que não enfrentarão 2 anos de Cálculos , Fisiologia do Exercício ou Anatomia.
    Quando você se encontra no que faz vender picolé na Sibéria é festa!
    Vida longa e Prospera!

    • Yuri Motoyama

      Legal!!! E acho que são nessas mudanças corajosas de profissão que surgem excelentes profissionais que temos no mercado!

  • Cleiton Torres

    Quando dito que quando se faz algo que se gosta, você não leva aquilo como um trabalho e sim como uma diversão, lembrei do livro de Thimoty Ferriss “Trabalhe 4 Horas por semana”.
    Recomendo muito, recomendo fodorosamente.

    Antes que alguém que esteja lendo isso ache que u livro ensina uma formula de não fazer nada ganhar dinheiro, “calminha, calminha, calminha…”.
    O próprio Ferriss explica que o trabalho ao qual se refere é justamente a parte “chata”, como dito pelo Professor Gilmar; “Corrigir uma caralhada de provas”. Ferris se refere a obrigações burocráticas, alguns serviços que não podem ser delegados e afins, o resto seria viver do que se ama e do que se gosta.

    Não sei se estou sendo claro enquanto a ideia do autor, recomendo que façam a leitura. kkk
    abraços!

    • Yuri Motoyama

      Cleiton!! Muito boa essa recomendação. Estava JUSTAMENTE procurando alguma coisa nesse sentido para ler! “transmimento de pensação” kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Abraço chefe!

      • Cleiton Torres

        kkkkkkkkkk, “transmimento de pensação” mesmo. Essa é a unica explicação!!!

  • Espartano Souza Gonsales

    ja li esse livro do comentarista abaixo, otima indicação, apesar de não ser da nossa area.. ou será que de certa forma, é?!?!