Podcast #64 – Tendências para o mercado fitness 2017

Olá pessoas!

Hoje vamos para mais um podcast tradicional que quaaaaase escapou. Vamos comentar sobre o artigo do American College of Sports Medicine que sai anualmente nos trazendo os resultados de uma pesquisa com as tendências para o mercado fitness. Esse é um artigo muito interessante que acreditamos que todos os profissionais que trabalham com treinamento deveriam se atentar. Com base nessas informações podemos fazer planejamentos de onde e como investir em nossas carreiras profissionais.

Então aproveite essa conversa com Yuri Motoyama, Gilmar Esteves, Douglas Jandoza e uma participação especial do senhor Otávio Takeda (vulgo Medalha!) diretamente dos EUA!

Não esqueça de deixar seu comentário com suas opiniões, estamos esperando!

Links citados no podcast

Podcast VcNaTrilha

Documentário – Feed up

Documentário – Muito além do peso

Referencias

THOMPSON, Walter R. WORLDWIDE SURVEY OF FITNESS TRENDS FOR 2017. ACSM’s Health & Fitness Journal, v. 20, n. 6, p. 8-17, 2016.

  • Lollo Marques

    Parabéns a todos do 4×15, entrei para o mundo do podcast a poucas semanas, tinha uma ideia em começar um podcast sobre treino e saúde e dei de cara com vocês, e fico me sentindo muito bem, sabendo que tem gente de nossa região mudando os paradigmas da saúde e bem estar. Sou Educador Físico e ministro aulas de Calistenia e Muay Thai no Guarujá, apesar de ver as modalidades de peso corporal no topo das listagens de tendências no mundo, também bate uma super preocupação, pois o que mais vejo é a falta de profissionais com conhecimentos básicos, isso mesmo básicos, em biomecânica e esquecendo de princípios como o da individualidade biológica para aulas e etc… Gostaria de ouvir algo sobre esse tipo de assunto específico ( que fique bem claro se eu começar a fazer um podcast vou falar também sobre esse assunto kk) A Calistenia também tem acrobacias, mas ela é muito mais que isso, mas o que vejo pela baixada são lesões e aulas excedendo níveis de treinamento. Grato, Lollo Marques.

    • Yuri Motoyama

      Poxa chefe, mil desculpas por demorar para responder!!
      Fiquei super feliz que tenha gostado no nosso conteúdo e mais feliz ainda em saber que está para estrear seu novo cast sobre treinamento! Mais legal ainda que vc é nosso vizinho! Estou ansioso para ouvir seu cast e se quiser podemos fazer um crossover!!

      Realmente nossa profissão ainda carece muito de fontes confiáveis de divulgação de conteúdo. Ainda tem muita gente “famosa” falando besteira…

      Enfim, fico muito feliz que outros profissionais de EF estejam entrando na podosfera animados a entrar nessa doideira boa que é o podcast! Abraço e conte com nossa ajuda para divulgação quando estiver com programas prontos!

      • Lollo Marques

        Que nada mestre, agradeço pelo feedback positivo, e continuem esse trabalho maravilhoso de vcs. Quando entrar na podosfera vou encher muito vcs fique tranquilo hahahaha.

        • Yuri Motoyama

          Estou esperando!!!

  • Emanoel Brito

    parabéns pessoal mais uma vez por um excelente trabalho. yuri você mencionaram sobre a liberação miofascial e serve não só para o “relaxamento muscular” alguns lugares colocam assim para explicar ao aluno. utilizo a liberação com meus alunos e até comigo por que ajuda a melhor o padrão de movimento para melhorar a qualidade de movimento ou até mesmo ajudar a corrigir a “

  • Jonathan S. Chavarro.

    Fala galera!

    Achei muito bacana o podcast, muito legal todo o que se coloca nas tendências da área agradeçendo pelo seu trabalho.

    Yuri, tem um vídeo que pelo menos em espanhol se viralozou e gerou muita controversia. É esse ai: https://youtu.be/QwGdELeJ610

    Fiquei com a dúvida se é aquela estrategia que você colocou no final do podcast, no top 2, sobre imaginar a resistência (sem carga).

    Agredeço se pode me compartilhar os artigos que você viu.

    Abraço desde Colômbia!!!

    • Yuri Motoyama

      Fala meu amigo Colombiano!!! Não sei se entendi tudo que foi comentado no vídeo. Mas uma vez eu vi uma matéria na internet que comentava sobre um artigo que avaliou a “imaginação” de um exercício em um dedo e comparado com o outro dedo da mão que realmente fez o exercício, os dois tiveram um grau de evolução de força parecido. Isso parece ter um efeito sobre o padrão de recrutamento motor de uma atividade e consequentemente poderia melhorar a performance. Mas essa melhora é por padrões neurais e não me parecem ser adaptações musculares. Vou ver se acho o artigo pra te mandar…

      • Jonathan S. Chavarro.

        Bem capaz, eu mesmo nem entendi tudo direito! rs

        Yuri, nessa ideia o efeito poderia ser na coordenação motora mas não na propria hipertrofia por exemplo, é isso?

        Tomara consiga achar o artigo, e obrigado pela resposta.

        • Yuri Motoyama

          Isso…as teorias que explicam esse aumento de força estão relacionadas a mecanismos neuras (padrão de recrutamento de unidades motoras).