Arquivo da tag: fisiologia do exercício

Podcast #C4 – Fisiologia Humana Integrada (Silverthorn) – Capítulo 4: Metabolismo

Ola pessoas!

Vamos para mais um podcast sobre Fisiologia Humana! Dando continuidade ao livro da professora Silverthorn, vamos caminhar para o capítulo 4 que vai falar sobre metabolismo. Para esse jornada temos os professores Yuri Motoyama, Gilmar Esteves e o retorno do nosso triatleta Douglas Jandoza!

Nesse programa oferecido pela Artmed Editora, vamos entender um pouco sobre o que é energia no corpo humano; como funcionam as reações químicas biológicas e os tão famosos metabolismo aeróbio e anaeróbio! Fones de ouvido em mãos, copinho de café por perto e vamos estudar!

Em relação ao desconto no livro de fisiologia Silverthorn, para nossos ouvintes a Artmed Editora está dando 30% de desconto na aquisição do livro usando o cupom: QUATRODE15 no site da artmed:  http://loja.grupoa.com.br/livros/fisiologia/fisiologia-humana/9788582714034 

Referencia

SILVERTHORN, Dee Unglaub. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. Artmed Editora, 2017.

Podcast #C2 – Fisiologia Humana Integrada (Silverthorn) – Capítulo 2: Revisão de química, biomoléculas, ácidos e bases

Olá pessoas!

E vamos para mais um podcast oferecido pela Artmed Editora onde iremos continuar nossa jornada pelo livro de Fisiologia Humana da autora Unglab Siverthorn.

Em relação ao desconto no livro de fisiologia Silverthorn, para nossos ouvintes a Artmed Editora está dando 30% de desconto na aquisição do livro usando o cupom: QUATRODE15 no site da artmed:  http://loja.grupoa.com.br/livros/fisiologia/fisiologia-humana/9788582714034 

Nesse capítulo 2 vamos fazer uma pequena revisão de química onde iremos relembrar um pouco do conceito de átomos, moléculas e as interações entre os elementos. Passando rapidamente pelas famosas biomoléculas (carboidratos, proteínas, lipídeos e nucleotídeos) e terminando com ácidos, bases e tampões. Entre nessa loucura que é estudar fisiologia com os professores Fábio Rocha, Gilmar Esteves e Yuri Motoyama e faça parte desse time que só pensa naquilo…rs

 

ATENÇÃO, esse é uma série de podcasts com conteúdo denso e que exigirá um certo tempo de estudos por parte dos ouvintes. Então sugerimos que ouça com bastante calma, pause o episódio para poder dar uma relaxada na mente e acompanhe com o livro em mãos.

Boa viagem a todos!

Links comentados no podcast

Evento de divulgação científica Pint of Science;

Link para aquisição da 7ª edição do livro de fisiologia humana integrada;

Referencia

SILVERTHORN, Dee Unglaub. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. Artmed Editora, 2017.

Podcast #36 – “nova” e “velha” teoria da contração muscular

Olá pessoas!

Nesse podcast vamos desafiar você a olhar a tradicional teoria da contração muscular sob outro ponto de vista. Antes (nos primeiros blocos) vamos fazer uma revisão sobre toda a teoria da contração muscular. Então vamos falar de actina, miosina e a celebridade do momento: a titina! Um podcast com bastante conteúdo técnico, porém, para você que gosta de entender como funcionam alguns processos do corpo humano, fica aqui o desafio…

Excepcionalmente nesse episódio não teremos leitura de e-mail nem as dicas da quinzena do papo de esteira. Então pedimos para que vocês deixem aqui nos comentários quais foram os papos de esteira dessas ultimas semanas!

Para uma melhor experiência ouça com os fones de ouvido e para esse episódio recomendo que tenha um livro de fisiologia ilustrado em mãos (rs).

Até a próxima!

Fiquem com a melodia da contração muscular (Excelente!!!)

Links citados no podcast

www.bestwriting.com.br (site da editora onde você encontra todas as obras do professor Gilson Volpato);

Podcast com a entrevista sobre Analfabetismo Científico com o professor Gilson Volpato;

Link para o vídeo que mostra uma biópsia;

Imagens citadas no podcast:

Imagens retiradas do livro Fisiologia do Exercício: Uma abordagem Integrada (Silverthorn) e do artigo A Novel Three-Filament Model of Force Generation in Eccentric Contraction of Skeletal Muscles
Imagens retiradas do livro Fisiologia do Exercício: Uma abordagem Integrada (Silverthorn) e do artigo A Novel Three-Filament Model of Force Generation in Eccentric Contraction of Skeletal Muscles

Referências

SCHAPPACHER-TILP, Gudrun et al. A Novel Three-Filament Model of Force Generation in Eccentric Contraction of Skeletal Muscles. PloS one, v. 10, n. 3, 2015.

LEONARD, Tim R.; HERZOG, Walter. Regulation of muscle force in the absence of actin-myosin-based cross-bridge interaction. American Journal of Physiology-Cell Physiology, v. 299, n. 1, p. C14-C20, 2010.

Podemos estimar a Máxima Fase Estável de Lactato pela frequência cardíaca?

Por Paulo Eduardo Pereira

A correta prescrição do treinamento físico depende de uma minuciosa avaliação das capacidades fisiológicas do indivíduo. Dentre as diferentes avaliações disponíveis, a identificação da máxima fase estável de lactato (MFEL) é considerada padrão ouro para avaliação da capacidade aeróbia.

O que é a máxima fase estável de lactato?

A MFEL é definida como a mais alta intensidade do exercício na qual a concentração de lactato sanguíneo não aumenta mais que 1mmol/L entre o 10º e o 30º minuto de um teste com velocidade constante. No entanto, para a determinação da MFEL, são necessários de 2 a 5 testes exercício, com duração de 20 a 30 minutos cada teste. Devido o dispêndio de tempo com todos os testes, dificilmente os indivíduos possuem tempo hábil para realiza-los. Assim, um único teste, não invasivo, para a previsão da MFEL é interessante.

Determinação da MFEL pela frequência cardíaca

A partir disso, no nosso artigo (De Assis et al. 2015) publicado no Journal of Sports Medicine and Physical Fitness, propusemos a estimativa da intensidade correspondente a MFEL através do ponto de deflexão da frequência cardíaca (PDFC) proposto por Conconi et al 1982.

No estudo avaliamos 15 homens fisicamente ativos que realizaram: 1) teste de velocidade de 3000m para determinação da velocidade inicial do teste incremental; 2) teste incremental para determinação do PDFC; 3) 3 a 5 testes carga constante para determinação da MFEL.

Gosta de bioquímica e quer estar por dentro desse bate papo sobre lactato? Clique aqui e ouça esse podcast!

Os resultados mostraram que a velocidade do PDFC pode ser utilizado para prever a velocidade correspondente a MFEL (r=0.86, R2=0.74; P<0.0001; CI:95%). Além de alta correlação entre as velocidades, verificamos a partir do teste de concordância (Bland-Altman) que a velocidade e a FC tiveram uma redução de ±2 DP da média, sugerindo uma forte concordância entre a MFEL e o PDFC.

Estes achados indicam que o PDFC, teste não invasivo e de baixo custo, é uma ótima opção para determinação da intensidade correspondente a MFEL e consequentemente para a correta prescrição do treinamento físico.


Referências

CONCONI, F.; FERRARI, M.; ZIGLIO, P. G.; DROGHETTI, P.; CODECA, L. Determination of the anaerobic threshold by a noninvasive field test in runners. Journal of applied physiology: respiratory, environmental and exercise physiology, v. 52, p. 869-873, 1982.

DE ASSIS PEREIRA, P. E.; PIUBELLI CARRARA, V. K.; MELLO RISSATO, G.; PEREIRA DUARTE, J. M.; GUERRA, R. L.; SILVA MARQUES DE AZEVEDO, P. H. The relationship between the heart rate deflection point test and maximal lactate steady state. J Sports Med Phys Fitness, 2015.

Podcast #32 – Lactato ou ácido lático?

Olá pessoas!

Nesse podcast vamos levantar uma polêmica que muitas vezes esquenta os fóruns de fisiologistas e profissionais de educação física. Ácido Lático é que dá aquela “dorzinha” depois do treino? Ele é o causador da fadiga muscular? Ouça esse podcast e entenda um pouco mais desse subproduto (ou produto) do metabolismo da glicose.

Cuidado com o que se ouve por aí! Muitos comentaristas esportivos e profissionais ainda usam definições equivocadas para o lactato. Quer uma prova que a ciência do treinamento ainda está atrasada no Brasil? Essa discussão tem mais de uma década!!! rs

Nesse podcast estão presentes os professores Yuri Motoyama, Gilmar Esteves, Paulo Eduardo e nosso convidado (que já é da casa) Fábio Rocha (o famoso The Thing)!

Se isso tudo é novidade pra você coloque os fones de ouvido AGORA!


Links citados no podcast

Pós Graduação em Fisiologia do Exercício – UNIARARAS.

Cursos a distância – COURSERA.

Fan page do professor Fábio Rocha – Estudo na Ativa.

Site do professor Daniel – Pinto karate Dojo.

Referências

BROOKS, GEORGE A. Intra-and extra-cellular lactate shuttles. Medicine and science in sports and exercise, v. 32, n. 4, p. 790-799, 2000.

CHAMPE, Pámela C.; HARVEY, Richard A. Bioquímica ilustrada. 2ª. 1996.

ROBERGS, Robert A.; GHIASVAND, Farzenah; PARKER, Daryl. Biochemistry of exercise-induced metabolic acidosis. American Journal of Physiology-Regulatory, Integrative and Comparative Physiology, v. 287, n. 3, p. R502-R516, 2004.

DE MORAES BERTUZZI, Rômulo Cássio et al. Metabolismo do lactato: uma revisão sobre a bioenergética e a fadiga muscular. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum, v. 11, n. 2, p. 226-234, 2009.

SPRIET, LAWRENCE L.; HOWLETT, RICHARD A.; HEIGENHAUSER, GEORGE JF. An enzymatic approach to lactate production in human skeletal muscle during exercise. Medicine and science in sports and exercise, v. 32, n. 4, p. 756-763, 2000.