Arquivo da tag: Ibuprofeno

Hipertrofia: sabia que tomar anti-inflamatório depois do treino pode prejudicar seus resultados?

Por Yuri Motoyama

anti inflamatório hipertrofiaQuem convive com praticantes de musculação ou qualquer outra atividade mais intensa com certeza já viu alguém andando igual ao Robocop, por conta das dores musculares pós-treino. Não vou entrar no polêmico tema “no pain no gain”, nessa postagem vamos ver o quanto a ingestão de anti-inflamatórios pode prejudicar a hipertrofia.

Por favor, se você é um profissional da saúde não diga que essas dores vem do “ácido lático”. Deixe esse comentário para os pseudo entendidos de academias e comentadores esportivos de TV. Se quiser ler um pouquinho sobre esse mito do “ácido lático” clique aqui.

Alguns anti-inflamatórios tem como princípio ativo o ibuprofeno, que é pertencente ao grupo dos anti-inflamatórios não esteroides. Esse medicamento tem propriedades analgésicas e antipiréticas por isso é utilizado para dor de cabeça, dor de dente, febre e dores musculares.

Antes de continuarmos vamos introduzir rapidamente alguns termos para podermos entender o “jeitão da coisa” (como dizem os mineiros).

A Cicloxigenase é uma enzima responsável pela formação de mediadores de um grupo chamado prostanóides. Dentro desse grupo encontramos as prostaglandinas que são mediadoras dos processos inflamatórios. Os anti-inflamatórios com base em Ibuprofeno agem exatamente bloqueando as prostaglandinas para aliviar os sintomas da inflamação (inclusive a dor). Porém, a literatura mostra que o bloqueio das prostaglandinas pode ter efeitos deletérios na regeneração muscular e hipertrofia em roedores.

Sabemos também que a hipertrofia depende do sucesso de uma cascata de sinalizações celulares e que cada etapa dessa via precisa estar 100% funcional para que tudo dê certo. No final dessa brincadeira toda, o sucesso dessa via de comunicação celular é o tão esperado aumento de massa muscular.

Se você ainda está com “no pain, no gain” na cabeça, sugiro que clique aqui e leia esse post.

Voltando … só que o problema está no fato que as prostaglandinas (que foram bloqueadas pelo efeito do anti-inflamatório com base em ibuprofeno) parecem ser importantes na comunicação celular durante o processo de recuperação muscular. Outro dado interessante é que as prostaglandinas podem regular a atividade da enzima mTOR quinase que também desempenha um papel importante no crescimento, proliferação, transcrição e síntese das células musculares.

Então, a literatura mostra alguns dados que não aconselham a utilização desenfreada de anti-inflamatórios para quem tem como objetivo o ganho e a recuperação muscular. Lembrando que a auto medicação é uma prática não recomendada. Vou deixar um artigo de referência e quem se interessar deem uma olhada nas referências desse artigo que tem muita coisa interessante.

Sabia que a cervejinha do final de semana também pode atrapalhar seus resultados? Clique aqui e leia um pouco sobre.

Eu tenho lá minhas dúvidas sobre o jargão “no pain no gain”, acredito que a dor muscular não seja parâmetros para avaliar a qualidade de um treinamento. Porém, entretanto, todavia nesse caso em específico se você ficou com dor não utilize anti-inflamatório porque aqui sim no pain no gain! (rs)

Escreva aqui nos comentários o que você acha e enriqueça a discussão sobre o tema!

E se você gostou dos textos, acompanha o 4×15 saiba que nós vivemos do seu compartilhamento. Se gostou, além de curtir, não esqueça de compartilhar na sua timeline ou utilize os botões de compartilhamento abaixo.


Referência

MARKWORTH, James F. et al. Ibuprofen treatment blunts early translational signalling responses in human skeletal muscle following resistance exercise. Journal of applied physiology (Bethesda, Md.: 1985), 2014.