Arquivo da tag: matéria

Conheça Solos, os óculos inteligentes para ciclistas

Olá, pessoal!

Quem vos escreve é o Jandoza e, a partir de hoje, além de já ser integrante do Podcast 4×15, também serei colunista do site e publicarei matérias e reviews principalmente sobre treinamento de endurance e tecnologia.

Vamos começar falando de uma novidade apresentada na CES 2016 (Consumer Electronics Show – uma feira internacional de tecnologia): o Solos, um smartglass para ciclistas.

solos-1
Fonte: https://ksr-ugc.imgix.net/assets/011/250/472/099b4eb391664b705f796a1ba13c4130_original.gif?w=680&fit=max&v=1463620475&q=92&s=6c810376788184ec5bd8af54667c2891

Os óculos pesam 65 gramas (contra 25g em média de óculos de ciclismo tradicionais), o que é aceitável por conta de possuir bateria, circuitos e display, e recebem informações através seu smartphone ou de sensores que você tenha instalado na bike (ou esteja vestindo) tais como cadência, potência ou frequência cardíaca, através dos protocolos ANT+ e Bluetooth. Os óculos em si não possuem sensores próprios.

solos-2
O aplicativo dos óculos, que funciona como “central de controle”.

Quais as aplicações desse Smartglass?

É possível configurar através do aplicativo uma infinidade de visualizações diferentes, exatamente como já fazemos com nossos gadgets atuais.

Graças a magia de estar próximo aos olhos, o visor através das lentes parece 3x maior do que quando você olha para o seu ciclocomputador ou GPS de pulso, que geralmente está a distância do seu braço estendido. Para que isso não obstrua a sua visão do percurso (o que seria péssimo caso você queira se manter vivo), o visor conta com ajuste de altura flexível. O visor, segundo o fabricante, também é claro o suficiente para ser usado até em dias de sol forte sem que o mesmo fique “apagado” pela luz externa.

A duração da bateria é divulgada como sendo de 6 horas e os óculos ainda possuem microfones e alto-falantes duplos externos, permitindo ouvir informações sobre os indicadores ou atender chamadas (ideia não muito boa para quem pedala na estrada E no Brasil) enquanto pedala, sem obstruir os sons do ambiente externo.

Quanto a personalização, os óculos oferecem lentes intercambiáveis para que seja possível usar as transparentes para um pedal noturno, por exemplo.

Os óculos em prática

Os óculos também foram testados pelo time olímpico de ciclismo de pista Norte-Americano (US Cycling) nas Olimpíadas Rio 2016 durante os treinos e já estão em fase final de produção, tendo sua entrega prevista para o final deste ano aos apoiadores do projeto no Kickstarter, onde tudo começou.

Para quem quiser ter um desses, o preço de pré-venda é de $499, através desse site.

O post foi dica da nossa ouvinte e amiga Ana Andrade.

P.S.: Como sempre, já existem “espertos” anunciando os óculos no Brasil, pedindo um precinho camarada que daria para ir aos EUA, passar uns dias em Orlando se divertindo e voltar ao Brasil COM os óculos comprados lá. E quem sabe um iPhone. Tsc, Tsc.

solos-ml