Arquivo da tag: Treinamento com elástico

Treinamento com elástico é eficaz?

Por Yuri Motoyama

Por alguns anos eu tive o prazer de trabalhar com um grupo de terceira idade. Uma das dificuldades que encontrava era com relação ao material que seria utilizado. A aula era em um modelo de ginástica em grupo e eu tinha a disposição cabos de vassoura e alguns halteres de 1kg. Uma alternativa que logo me ocorreu foi o treinamento com elástico, pois era financeiramente acessível e meus alunos poderiam carregá-los consigo. Me lembro das turmas aceitarem muito bem os exercícios com resistência elástica, porém na época eu não tinha instrução para fazer minhas buscas na internet e acabei sempre ficando na dúvida com relação a eficácia desse método.

Quem já não pensou nessa estratégia para tender a um personal trainer domiciliar ou nas famosas “tendas de exercícios” que existem nas cidades litorâneas. Ou já viu em alguma academia de artes marciais ou em uma aula de ginástica praticantes executando movimentos específicos contra a resistência do elástico? Enfim, hoje resolvi trazer uma meta-análise que analisou 93 artigos comparando o treinamento com resistência elástica com o treinamento tradicional de força e grupos controle (que não treinavam).

Como são os protocolos de treinamento com elástico?

O artigo citado nessa postagem considerou o treinamento com elástico quando a única fonte de resistência era oferecido por faixas elásticas ou tubos elásticos. Ambos facilmente encontrados em lojas de esporte.

Tubos elásticos (foto superior) e faixa elástica (foto inferior)

Resumindo os protocolos de treinamento utilizados temos as seguintes características:

  • Intervenções que duraram de 8 à 24 semanas com frequência de 2 a 4 vezes por semana;
  • O número de exercícios por treino variava entre 6 a 15;
  • O número de séries e repetições eram de 3 séries de 10 – 20 repetições (2 exercícios), uma série de 20 repetições (10 exercícios), uma série com 20 – 30 repetições (10 exercícios), uma série de 8-15 repetições máximas (15 exercícios), uma série de 20 repetições (12 exercícios);
  • Os intervalos de descanso utilizados foram entre 30 – 90 segundos.

Treinamento com elástico funciona ou não?

Os resultados da meta-análise mostraram que ao comprar o treinamento com elástico com os grupos controles, houve um aumento na performance funcional (número maior de repetições em um determinado exercício) e na força muscular (quantidade de carga utilizada no exercício).  Porém, ao comparar o treinamento com elástico com outras formas tradicionais de treinamento de força parece que a utilização de elásticos tem um resultado pior. Na performance funcional, o treinamento com elástico se mostrou eficiente no desenvolvimento de resistência para musculatura  de tronco em um teste de abdominais.

Um dado interessante é que se analisarmos o tamanho de efeito do treinamento com elástico relacionado a faixa etária, temos um efeito maior para idosos (1.30). Isso é um resultado bem animador considerado a situação que expus no começo desse texto.

A revisão mostra alguns artigos interessantes que compararam o treinamento com elástico e o treinamento com halteres e obtiveram resultados semelhantes na ativação muscular. Dessa forma, podemos pensar em várias aplicações para esse tipo de treinamento (ambiente laboral, hospitais, academias, atendimento domiciliar, etc). Um dos grandes problemas que eu vejo na utilização do treinamento com elástico é a dificuldade de se controlar a intensidade, pois o material se desgasta com o tempo e o profissional não tem controle da força de resistência produzida.

Se o assunto te interessa eu recomendo que dê uma olhadinha na meta-análise, brinque de olhar e interpretar os gráficos e tabelas. Depois deixe seu comentário aqui dizendo quais suas opiniões!

Referencia

DE OLIVEIRA, Poliana Alves et al. Effects of Elastic Resistance Training on Muscle Strength and Functional Performance in Healthy Adults: A Systematic Review and Meta-Analysis. Journal of Physical Activity and Health, p. 1-27, 2016.